2 livros, 1 alerta ♥ DarkSide Books

DarkSide Books - Juliana Fiorese

DarkSide Books - Juliana Fiorese

A cada 11 minutos, pelos menos uma pessoa desaparece no Brasil.
[O Globo, 2012]

Eu recebi, em parceria com a DarkSide Books, dois livros que certamente estão entre as leituras mais importantes que fiz nos últimos tempos: Diário de uma escrava – escrito por Rô Mierling – e Bom dia, Verônica – por Andrea Killmore.

Ambos os livros vão tratar, direta – em Diário de uma escrava – ou indiretamente – chega a ficar em um segundo plano na narrativa de Bom dia, Verônica -, sobre o desaparecimento de pessoas. Especificamente sobre o desaparecimento de meninas, crianças e adolescentes.

DarkSide Books - Juliana Fiorese

DarkSide Books - Juliana Fiorese

DarkSide Books - Juliana Fiorese

Quando temos, de acordo com O Globo – 2012 -, uma cultura policial ainda voltada prioritariamente para casos de roubos e homicídios, falar sobre o desaparecimento de crianças é de extrema importância para que possamos, de alguma maneira, tentar evitar que situações deste tipo venham acontecer.

Este diálogo aberto e maior atenção sobre o tema, certamente irá abrir os olhos de pessoas para prevenções que, a princípio, parecem informações que todos já sabem, mas que não são executadas na correria do dia-a-dia – vide estatística: 40.000 crianças desaparecem, por ano, no Brasil – ou, pior, por falta de informação.

DarkSide Books - Juliana Fiorese

DarkSide Books - Juliana Fiorese

DarkSide Books - Juliana Fiorese

Diário de uma escrava e Bom dia, Verônica são livros ficcionais que vão nos contar histórias perturbadoras, repletas de sofrimento, dor, violência de todos os tipos, abusos e crueldades que não somos capazes de acreditar que existem.

O mais desnorteador é saber que isso acontece, é real, e não podemos fechar os olhos diante do problema.

Bom dia Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Adquirindo o livro clicando nesse link aquiBom dia, Verônica
você incentiva e ajuda o blog a crescer.

Bom dia, Verônica vai nos contar a história de Verônica, uma mulher que prestou concurso pra polícia, virou escrivã e, por conta de problemas pessoais, acabou tornando-se secretária na Polícia Civil do Estado de São Paulo, mas nunca deixou de lado a sua vontade de “caçar gente podre”, em suas próprias palavras.

Verônica vê-se envolvida em dois casos simultâneos: o caso Marta, uma moça que foi enganada por um maníaco virtual e acaba cometendo suicídio; e o caso Janete, uma moça que está correndo risco de vida e tem um marido torturador e assassino de mulheres.

Bom dia, Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Bom dia, Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Ao longo da narrativa vamos, não só desvendando os mistérios que envolvem ambos os casos, mas vamos também conhecendo cada vez mais a vida e os problemas pessoais de Verônica, e entendendo assim como eles influenciaram no seu modo de agir e pensar.

É indiscutível que o foco principal do livro é apontar a violência contra a mulher; mas, Bom dia, Verônica nos mostra também o rapto de meninas adolescentes que chegam à São Paulo em busca de trabalho e acabam sumindo do mapa, sendo abusadas, torturadas e assassinadas.

Bom dia, Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Bom dia, Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Bom dia, Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

O assassino em Bom dia, Verônica obrigava sua esposa Janete a atrair as meninas – caso contrário, ele espancava-lhe. E o que é impressionante é que, em alguns casos reais, os sequestros foram feitos com a ajuda das esposas – obrigadas ou não – dos seqüestradores. Jaycee Dugard, Elizabeth Smart e Coleen Stan foram sequestradas por casais.

Além destes casos, um outro notório é o do casal Fred e Rose West que, ao longo de 20 anos, sequestrou, violou e assassinou 12 meninas, as quais foram enterradas no jardim de sua própria casa !!

Bom dia, Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Bom dia, Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Bom dia, Verônica é um thriller policial com uma narrativa tão fluida, repleta de terrores psicológicos e emocionais, que é quase impossível querermos parar de ler antes de chegarmos à conclusão da história; pelo menos isso aconteceu comigo.

Quem gostou da primeira temporada de True Detective ♥, certamente gostará do livro de Andrea Killmore, que evoca também mistérios de ritos envolvidos em um dos casos.

Bom dia, Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Bom dia, Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Bom dia, Verônica - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Ainda em tempo, Andrea Killmore é um nome fictício da autora de Bom dia, Verônica. Seu verdadeiro nome não pode ser revelado – não foi revelado nem para a editora DarkSide Books – pois já foi alguém importante dentro da polícia e, por consequência de seu trabalho, já sofreu grande perda pessoal.

Depois de muitos questionamentos de leitores, parceiros e livreiros, a DarkSide Books fez uma entrevista imperdível com Andrea Killmore !! Vale a pena ler cada parte dessa conversa. ♥

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Adquirindo o livro clicando nesse link aquiDiário de uma escrava
você incentiva e ajuda o blog a crescer.

Diário de uma escrava é o relato de Laura, uma garota que foi sequestrada aos 14 anos e mantida em cativeiro durante quatro anos em um cubículo em baixo da terra.

Neste espaço, que mal cabia uma cama, Laura foi privada da luz do sol e do soprar do vento ao longo de todo o tempo em que esteve presa, tendo como principal companhia, além do sequestrador, um balde onde fazia suas necessidades físicas, o qual era esvaziado uma vez a cada semana.

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Na primeira parte do livro, acompanhamos todo o sofrimento da personagem, assim como os abusos e as violências cometidas pelo sequestrador – identificado como Ogro -, em forma de diário; acompanhamos o seu dia-a-dia e seus pensamentos.

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

A partir da metade do livro, Laura narra os acontecimentos que ocorrem quando ambos precisam deixar a cidade em que moram, intercalando com outras histórias de meninas que o Ogro abusou, sequestrou e também manteve em cativeiro.

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Rô Mierling escreveu Diário de uma escrava de forma extremamente direta, o que deixou o texto bem pesado com descrições muito detalhadas – impressiona, mas só assim prestamos atenção e temos ciência de que tudo isso realmente acontece -.

É um livro forte, mas bem escrito e com muita base tem a bibliografia utilizada nas últimas páginas -; no final somos apresentados a casos reais de sequestro, às semelhanças entre os casos e um pouco sobre a Síndrome de Estocolmo.

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

No ano passado, eu assisti o filme de Natascha Kampusch e em alguns momentos lembrei muito dele na leitura de Diário de uma escrava. Este caso também é citado no livro.

Essa é uma história baseada em fatos, ideias, pensamentos, sensações, diálogos e cenários reais, contextualizada de forma literária, servindo de entretenimento, mas também de alerta à nossa sociedade, em prol de que cuidemos de nossas meninas. Que possamos dar a nossas filhas, irmãs, amigas e primas indicações do perigo que ronda as ruas, as estradas, as praças, alertando-as para que não aceitem caronas, doces, ajuda ou qualquer outro contato mais pessoal com estranhos, mesmo que esses estejam demonstrando fragilidade, idade avançada, companhia de crianças, mulheres, ou animais, porque sempre surgem novas estratégias para capturar vítimas que satisfaçam os mais sinistros, sombrios e insanos desejos de uma mente deturpada e doentia.” [Rô Mierling, Diário de uma escrava, p. 217]

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

Diário de uma escrava - DarkSide Books - Juliana Fiorese

DarkSide Books - Juliana Fiorese

DarkSide Books - Juliana Fiorese

Mais importante que discutir sobre as coincidências irreais em Diário de uma escrava e/ou a apatia e o jeito errado e torto de Verônica agir em Bom dia, Verônica, é o alerta que Rô Mierling e Andrea Killmore jogam, a todo momento, em nossa cara.

São livros pesados e fortes, mas de extrema necessidade de serem lidos, refletidos e discutidos. Não podemos nos esconder na caixa e fechar os olhos diante do problema.

Ninguém pode prever quando isto vai acontecer… Ninguém espera que isto aconteça em sua casa…ninguém está preparado! Por isso a conscientização e a prevenção, são tão importantes. Uma das maiores dificuldades hoje é o desconhecimento do assunto.” [Desaparecidos do Brasil]

 DarkSide Books - Juliana Fiorese

Adquirindo os livros clicando nesses links aquiBom dia, Verônica | Diário de uma escrava
você incentiva e ajuda o blog a crescer.

*Ver classificação dos livros.

É isso, pessoal…

Espero que tenham gostado do post de hoje.
Muito obrigada por acompanharem até aqui !!

Com muito carinho ♥,
Juliana Fiorese.

♥ MINHA LOJINHA ONLINE ♥

Lembrando que, comprando qualquer livro clicando aqui: Amazon
você ajuda o blog a crescer e incentiva cada vez mais a postagem de
novas resenhas e projetos literários por aqui .

Juliana Fiorese

4 comments

Deixe uma resposta