Browsing Category | Processo Criativo

Processo criativo ♥ Ilustração Mary Shelley | Especial Mary Shelley

Frankenstein Mary Shelley Darkside Books - Juliana Fiorese

Frankenstein Mary Shelley Darkside Books - Juliana Fiorese

Ocupei-me em pensar uma história – uma história que rivalizasse com
aquelas que nos incitaram a tal tarefa. Uma que falasse aos medos 
misteriosos de nossa natureza e despertasse um horror eletrizante –
uma história que fizesse o leitor olhar ao redor apavorado, que fizesse
o sangue gelar e acelerasse o pulsar do coração. Caso não conseguisse
fazê-lo, minha história de terror não seria digna deste nome. Pensei e
ponderei em vão. Senti a incapacidade vazia da invenção que é a grande
miséria da autoria, quando um nada tedioso responde às nossas invocações 
aflitas. Já pensou em uma história? Eu era questionada todas as manhãs,
e cada manhã era forçada a responder com uma negativa mortificante.
[Mary Shelley, Frankenstein, p. 27]

Existem diversos lugares em que, assim como eu, vários artistas buscam inspiração para suas criações: na vida, no cotidiano, nas pessoas, na natureza, na forma como as coisas acontecem, na música, no cinema, e a lista não para por aí.

Uma das minhas maiores motivações para ilustrar, vem da literatura. Histórias que conseguem me transportar para universos e situações totalmente diferentes das que eu vivo, me encantam e me transformam de tal maneira que eu sinto necessidade de colocar no papel algo relacionado a tais experiências, sempre tão mágicas e tão incríveis.

Continue Lendo

Minha ilustração da Miss Marvel

Resolvi inaugurar o blog mostrando um pouco do processo criativo de uma ilustração que desenvolvi para o meu novo projeto, o livro Valquírias, atualmente em financiamento coletivo aqui.

A personagem que escolhi para fazer esse primeiro post foi a Miss Marvel, também conhecida como Capitã Marvel. Ela é uma agente da CIA e tem várias habilidades, como a capacidade de voo e muita força. Vocês conhecem a personagem? Fiquem à vontade para comentar.

Bom, eu sempre começo as minhas ilustrações com grafite. Eu erro muito no início de qualquer trabalho, então procuro fazer um traço bem leve para que o papel não fique muito marcado.

JulianaFiorese01

Continue Lendo