Lendo Os Miseráveis #6 ♥

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Nada como o dogma para produzir sonhos.
Nada como os sonhos para gerar o futuro.
Utopia hoje, carne e osso amanhã
“.
[Os Miseráveis, p.891]

Só posso dizer uma coisa: esse livro só melhora conforme avançamos a nossa leitura.

Eu realmente estou muito impressionada com a maneira que Victor Hugo está contando toda a história de vida de cada personagem e como ele faz todas as ligações.

Incrível !! Incrível !! Já quero ler todos os livros desse escritor fantástico. ♥

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Comprando o livro clicando nesse link aqui: Os Miseráveis (Cosac Naify)
ou Os Miseráveis (Martin Claret), você incentiva e ajuda o blog a crescer.

Chegamos então à sexta semana ao lado do maravilhoso Victor Hugo e de seus personagens inesquecíveis !!

Hoje eu vou compartilhar a minha experiência de leitura da página 791 à página 938, dando continuidade ao meu diário de leitura de Os Miseráveis.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

♥ Da página 791 à página 938 ♥ Marius ♥

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Aqui no livro primeiro de MariusParis estudada em seu átomo -, Victor Hugo faz uma explanação sobre Paris e podemos contemplar seus bairros de maneira minuciosa e detalhada a partir do universo das crianças moradoras de rua, as quais são chamadas de moleques.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Ficamos entendendo os motivos de existirem tantos moleques morando nas ruas e todo o interesse da monarquia sobre essas crianças; além disso, também ficamos conhecendo seus sorrisos, mais vazios e tristes que qualquer outra coisa.

(…) retratar a criança é retratar a cidade; é por isso que estudamos a águia nesse pardal em liberdade“. [p. 817]

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

No último capítulo do livro primeiro, somos apresentados a um desses moleques que, mesmo tendo pai, mãe e duas irmãs – e eu já desconfio demais sobre quem é esse personagem e onde ele já apareceu na história anteriormente -, ele preferia morar na rua; seu nome é Gavroche.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

À propósito, a família de Gavroche chama-se Jondrettetambém desconfio demais sobre quem são essas pessoas -.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese
Gavroche. Fonte: Wikipedia

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

O livro segundoO grande burguês – é bem rápido e ele vai basicamente nos apresentar um senhor com seus já 90 e poucos anos, burguês, com uma renda curta mas satisfatória – sua segunda esposa gastara quase toda a sua fortuna antes de morrer, por conta das traições desse senhor -, e ainda muito galanteador. Esse é o Sr. Gillenormand.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Sr. Gillenormand tivera duas filhas, mas a caçula morreu, deixando-lhe um neto. A outra filha, atualmente com seus 50 e poucos anos, mora e faz companhia a seu velho pai; ela nunca casou, vivendo sempre com muito pudor e bastante hipocrisia.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Aqui no livro terceiroO avô e o neto – vamos ficar conhecendo, de fato, a vida de Marius, o neto do Sr. Gillenormand.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Assim que sua filha faleceu, o Sr. Gillenormand obrigou seu genro a entregar-lhe a criança e sumir da vida do menino, sob a condição de deixar sua herança para Marius. Caso contrário, o avô deserdaria o menino.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Muito preocupado com o futuro do filho e unicamente por amor a ele, o Coronel Pontmercy aceitou as condições do Sr. Gillenormand.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Coronel Pontmercy passou todos os anos de sua vida escrevendo cartas repletas de amor ao filho, mas elas nunca chegaram às mãos de Marius; o Sr. Gillenormand as escondia. Todas às vezes que Marius ia à igreja com sua tia, lá estava Pontmercy contemplando escondido seu filho amado; sempre em silêncio e com lágrimas nos olhos, acompanhando de longe o crescimento de Marius.

O amor que o Coronel Pontmercy dedicou ao seu filho, mesmo não sendo correspondido e mesmo que Marius não soubesse nem quem era o seu pai, foi tão grande e tão sublime que me emocionou.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Por outro lado, Marius cresceu ouvindo de seu avô e de sua tia horrores sobre seu pai. Tudo isso porque o Coronel Pontmercy foi herói ao lado de Napoleão na Batalha de Waterloo; sendo assim um revolucionário.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Gillenormand eram monarquistas extremistas e sempre levavam Marius a salões monárquicos quando criança.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Curiosidade: Victor Hugo, quando criança, também frequentava salões monárquicos e, assim como Marius, ele também era filho de uma bonapartista. Aliás… Muitas coisas que são contadas na vida de Marius, aconteceram também ao nosso querido escritor.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Bom, até que então o Coronel Pontmercy fica muito doente e manda alguém buscar seu filho. Por uma fatalidade do destino, Marius só consegue chegar à casa de seu pai horas depois de sua morte.

É justamente nessa situação que Marius, através de um dos padres da igrejinha que ele frequentava, descobre que Pontmercy o amara a vida inteira.

No momento em que Marius lê a cartinha que ele o havia deixado, temos uma grande revelação: o Coronel Pontmercy é o mesmo soldado que, em Waterloo, pensa ter sido ajudado pelo Sr. Thénardier, quando este, como nós sabemos, estava ali apenas para roubar os seus pertences e aproveitar-se de toda a situação para isso.

Eu fiquei com muita raiva, de novo, do Sr. Thénardier !!

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Na cartinha, Pontmercy deixa o título de Barão para Marius e pede que ele procure o Sr. Thénardier para ajudar-lhe de todas as maneiras, possíveis e impossíveis, por ele ter sido seu “salvador”. Tem como não ficar chateada?

Marius até os procura em Montfermeil, mas descobre que a família Thénardier mudou-se de lá por conta da falência do albergue. O garoto passa praticamente uns três anos dedicando-se à busca dessa família miserável.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Assim, nós acompanhamos toda a mudança de Marius à revolucionário. No momento em que seu avô descobriu isso, expulsou o neto de sua casa.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Vale lembrar que Marius tinha apenas 17 anos e que ele só viu seu pai uma vez na vida, quando Pontmercy já estava morto.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

No início do livro quartoOs amigos do ABC – somos apresentados aos Amigos do ABC: um grupo de jovens revolucionários que visavam o Progresso da França; não eram nem a favor da monarquia e nem a favor de Napoleão, e sim da República.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Esse grupo de amigos se encontrava sempre nos fundos do Café Musain para discutir ideias políticas revolucionárias e é justamente nesse ambiente que nosso Marius vai parar.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Não demora muito tempo para Marius ver-se com sua mente em conflitos, pois ele não queria se afastar dos ideias de seu herói, o Coronel Pontmercy, defensor de Bonaparte. Ao mesmo tempo que sentia-se avançado em relação ao seu avô, sentia-se atrasado em relação aos novos amigos.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Por conta disso, Marius pára de frequentar o Café Musain e, com medo de criar dívidas na hospedaria de uma de seus amigos, vai embora com apenas três francos – nesse tempo, sua tia o havia encontrado e lhe enviado 600 francos, mas ele os devolvera, avisando que tinha como arranjar seus próprios recursos – no bolso.

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

É isso pessoal !!

E vocês? Em que parte estão e como estão em relação à história?
Alguém está sentindo-se empolgado para começar a ler o livro?
Gostaria muito de saber, me contem aqui nos comentários ♥ !!

Os Miseráveis - Juliana Fiorese

Comprando o livro clicando nesse link aqui: Os Miseráveis (Cosac Naify)
ou Os Miseráveis (Martin Claret), você incentiva e ajuda o blog a crescer.

Espero que tenham gostado do sexto post do projeto Lendo Os Miseráveis. Até a próxima sexta, com mais diário de leitura.

Muito obrigada por acompanharem até aqui.

Com carinho , Juliana Fiorese.

♥ Para ler todos os posts do projeto Lendo Os Miseráveis, clica aqui

Lembrando que, comprando qualquer livro clicando aqui: Amazon
você ajuda o blog a crescer e incentiva cada vez mais a postagem de
novas resenhas e diários de leitura como esse .

Juliana Fiorese

0 comments

  1. Ótima resenha! ^^ Os miseráveis é uma obra delicada e intensiva, por mais que o livro seja imenso, se diz em conta que tem momentos únicos para continuar lendo, como você bem afirmou! 😀

    1. Esse livro é realmente muito incrível !! <3 <3 <3 Eu ainda estou na parte 4, mas não vejo a hora de saber tudo o que vai acontecer !! E… Ao mesmo tempo quero economizar o livro, para que ele não termine logo. ahahaha xD Beijos !! Feliz que gostou do diário de leitura !! Obrigada !! <3 <3 <3

    1. Aaah <3 !! Que bom que vai voltar a ler o livro, Ju !! Ele é realmente muito incrível !! Muito obrigada por estar acompanhando o projeto aqui pelo blog !! Sempre fico muito feliz com seus comentários, e mais feliz ainda em saber que gosta da maneira que eu escrevo por aqui !! <3 <3 <3 Muito obrigada !! <3 <3 <3 Beijos !!

Deixe uma resposta